Capitolio


Hospital da Rede D’Or deve ocupar prédio que seria hotel para a Copa do Mundo em BH

27 de agosto 2019

Edifício, na região central de Belo Horizonte, foi construído na década de 1980, mas nunca teve uma destinação

Na rua Rio de Janeiro com Contorno, próximo à praça da Estação, um edifício já virou personagem de Belo Horizonte. Entretanto, ele não está lá muito feliz. O prédio foi erguido na década de 1980 para abrigar um hotel, batizado de Beira Rio (na época, o Ribeirão Arrudas era descoberto). Entretanto, o dinheiro acabou e o edifício ficou apenas no esqueleto.

Com a Copa de 2014, no Brasil, o governo estimulou a construção de novas hospedagens para atender os turistas. Era a chance do prédio, enfim, ganhar uma destinação. Um grupo de investidores, entre eles o empresário e apresentador de TV Roberto Justus, decidiu transformá-lo em uma luxuosa unidade da rede Golden Tulip. A previsão era de que o hotel fosse inaugurado antes da Copa do Mundo. O prédio foi 70% concluído (faltando apenas a decoração) e a fachada espelhada começou a chamar a atenção de quem passava na região. Contudo, depois de sucessivos atrasos para abrir as portas, os investidores desistiram da empreitada.

Agora, o prédio com 410 apartamentos voltou a virar notícia. Há informações de que a Rede D’Or, importante grupo hospitalar, quer inaugurar no endereço uma unidade. “Está em andamento uma negociação entre os empreendedores e os proprietários do imóvel para mudar o licenciamento de hotel para hospital”, afirma Maarten Van Sluys, consultor hoteleiro. Os novos empreendedores teriam que transformar os quartos em leitos, algo que, segundo o consultor, não seria difícil. Entramos em contato com a Rede D’Or, mas a reportagem não teve retorno. Pelo visto, só mesmo um hospital para tirar o edifício da UTI.

Referência: O Tempo