Capitolio


MPF pede R$ 560 milhões por perdas em fundos de pensão

11 de setembro 2019

A força-tarefa da Operação Greenfield pediu a abertura de uma ação de improbidade administrativa contra os bancos Santander e Finanxis, a corretora Planner, o fundo Trandbank, além de 12 pessoas por prejuízo milionário provocado aos fundos de pensão Petros (Petrobras) e Postalis (Correios).

Na ação, impetrada 22ª Vara Federal do Distrito Federal, o Ministério Público Federal pede mais de R$ 560 milhões a título de ressarcimento. O valor equivale ao triplo dos danos causados pelo esquema, calculados em R$ 187 milhões.

Veja mais

Autor: Isadora Peron e Luísa Martins
Referência: Valor Econômico