Capitolio


Aparelho “lê” pressão intracraniana

30 de setembro 2019

Criado por cientista brasileiro, Brain4Care já é empregado no Hospital Sírio Libanês, nas redes D’Or e Ímpar

Um pequeno equipamento inventado por um pesquisador brasileiro pode revolucionar a clínica médica ao “ler” a pressão intracraniana do lado de fora do crânio do paciente. Até então, a pressão no interior do crânio só era possível de ser avaliada com a craniotomia, uma abertura na cabeça para a colocação de um sensor.

Ao desenvolver um método não invasivo, o Brasil pode estar inaugurando uma outra medida de sinal vital, além daquelas conhecidas, como o pulso, a temperatura, a frequência respiratória, a pressão arterial e a dor. O aparelho, batizado de Brain4Care, já é empregado no Hospital Sírio Libanês e hospitais da Rede D’Or e da Rede Ímpar. “Temos contratos com 23 hospitais”, diz Plínio Targa, CEO da startup Brain4Care.

Veja mais

Autor: Rosangela Capozoli
Referência: Valor Econômico