Capitolio


Planos de Saúde

12 de dezembro 2019

Produtos regionais com preço reduzido e atendimento com clínicos gerais e médicos de família se destacam

Os produtos regionais ancorados em atendimento primário à saúde, com clínicos gerais e médicos de família, são o principal destaque no mercado de planos de saúde. É a estratégia para ampliar a base de beneficiários oferecendo opções de custo reduzido.

A Bradesco Saúde, por exemplo, que comercializa apenas planos coletivos, desenvolveu um específico para atender a demanda de pequenas e médias empresas com até três pessoas. Além da capital fluminense, o Bradesco Saúde Rio alcança outros 12 municípios da Região Metropolitana. É uma parceria com a Rede D’Or, que responde pela rede credenciada do produto. Até outubro deste ano, o novo plano já contava com 30 mil segurados.

— A carteira da Bradesco Saúde tinha, em outubro, mais de 400 mil beneficiários só na cidade do Rio. Em todo o estado, apresentou crescimento de 6%, com mais 40 mil novos beneficiários — afirma Flávio Bitter, diretorgeral da Bradesco Saúde.

Também a Amil, com 778 mil beneficiários no Estado do Rio, lançou uma modalidade de plano regional com dois níveis de adesão e mensalidades a partir de R$ 103. A operadora afirma que, mesmo com geografia limitada, o plano prevê assistência nacional em casos de emergência. E que os novos produtos vão ajudar a retomar o crescimento da carteira, que recuou este ano.

— A nova grade contempla produtos para todos os públicos, em empresas de todos os portes, a partir de dois beneficiários. E os planos contam com a opção de inclusão da coparticipação, o que pode deixar a mensalidade até 25% mais barata — afirma a diretora de Produtos da Amil, Carolina Lorenzatto.

Já a Unimed-Rio lançou o plano Singular, válido na cidade do Rio e em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, tornando o produto mais acessível.

A operadora se prepara para transferir suas sedes atuais para novos endereços. A da Barra vai para um prédio vizinho ao Hospital Unimed-Rio, no mesmo bairro. A do Centro se mudará para a região do Porto do Rio.

Referência: O Globo