Capitolio


Maia quer texto mais amplo sobre planos

18 de dezembro 2019

Novo projeto não teria como base a proposta das operadoras do setor 

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), avalia retomar no ano que vem as discussões sobre mudanças nos planos de saúde, paralisadas desde que o ex-deputado e atual secretário de Previdência e Trabalho do governo, Rogério Marinho (PSBD), não conseguiu se reeleger, no fim do ano passado. O novo texto não teria como base a proposta das entidades ligadas aos planos de saúde, apresentada este ano aos parlamentares. Seria, afirmou, “um texto mais amplo”, que olhe os interesses de toda a sociedade.

Maia defende há anos alterações na legislação para permitir a segmentação dos planos. Em gravação nas suas redes sociais em junho, ele sugeriu que isso poderia ampliar a base de segurados “de 40 milhões para 70 milhões”. “[Hoje] Uma empresa precisa ter centenas de procedimentos mínimos ambulatoriais. Acaba que o custo é muito alto. Às vezes se você tiver uma desregulamentação, e o brasileiro que tem uma renda menor puder ter assegurado parte daquilo que ele gostaria, já reduz a pressão sobre o SUS”, disse, na ocasião.

Veja mais

Autor: Raphael Di Cunto e Marcelo Ribeiro
Referência: Valor Econômico