Capitolio


Planos de autogestão se juntam para comprar serviços médicos

26 de dezembro 2019

A fim de tentar reduzir seus custos operacionais, as operadoras de planos de saúde de autogestão, modalidade administrada diretamente pelas empresas, estão se movimentando para adquirir serviços médicos em conjunto.

“Criamos uma plataforma compartilhada de compras. Já temos 20 prestadores de serviço de atenção primária, segunda opinião, auditoria médica e compartilhamento de rede”, disse Anderson Mendes, presidente da Unidas, associação que reúne os planos de saúde de autogestão. No total, há 120 operadoras que atuam nesse formato e que atendem 4,7 milhões de pessoas. São funcionários e dependentes de empresas como Petrobras, Banco do Brasil, Correios, Fiat, entre outras que gerem o próprio convênio médico.

Veja mais

Autor: Beth Koike
Referência: Valor Econômico