Capitolio


BNDES vende R$ 23 bi em ações

05 de fevereiro 2020

Terminou ontem o prazo para reservar as ações da Petrobras que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou, em janeiro, que colocará à venda. Hoje, a instituição vai definir o preço da ação para, na próxima sexta-feira, despejá-las no mercado. O BNDES informou que vai ofertar 734,2 milhões de ações ordinárias (ON) da petroleira (PETR3). O plano é vender até 20% do total para pessoas físicas e o restante para investidores institucionais, como fundos de pensão.

Quando o banco anunciou a oferta global dos papéis, as ON da estatal valiam R$ 31,98 e a expectativa era movimentar R$ 23,5 bilhões. Com o desconto de comissões e despesas a cargo do acionista vendedor, a previsão ficou em R$ 23,4 bilhões. As ações da petroleira são os papéis mais negociados na Bolsa de Valores de São Paulo (B3). Correspondem a 10,5% do Ibovespa, principal índice de lucratividade da B3, sendo 4,1% de ações ordinárias e 6,4% de preferenciais. O valor mínimo para o investidor pessoa física entrar no negócio é de R$ 3 mil e o máximo, de R$ 1 milhão.

Segundo os analistas de mercado, nos últimos 12 meses, a PETR3 acumulou alta de 2,71%, menos do que o Ibovespa, que ganhou 16,81% no período. O valor de mercado da Petrobras oscila conforme a cotação do barril de petróleo no mercado internacional, uma vez que a companhia é produtora e exportadora da commodity. Com a epidemia de coronavírus, o barril despencou 15% no mês passado e as ON da petroleira fecharam janeiro valendo R$ 30,25. Nos primeiros dias de fevereiro, a cotação ensaiou uma subida após os maiores produtores do mundo sinalizarem redução na produção. Ontem, os papéis ON da Petrobras subiram 2,46%, cotados em R$ 30,75.

Conforme Ilan Arbetman, analista da Ativa Investimentos, a venda das ações pode pressionar o valor para baixo. “Preço e taxa de rateio serão definidos amanhã (hoje). Já houve um movimento para baixo quando o anúncio da oferta foi feito (em 21 de janeiro)”, explicou. Mesmo o preço base sendo R$ 31,98, nada impede de ficar mais alto, embora seja de praxe ter desconto. “A procura por renda variável está aumentando e isso tende a se refletir nos mecanismos de oferta e demanda, sejam primárias ou secundárias, como nesse caso do BNDES”, disse.

Autor: Simone Kafruni
Referência: Correio Braziliense