Capitolio


Laboratório do Einstein é liberado de contraprova

04 de março 2020

Decisão foi tomada pelo Ministério da Saúde após dois casos terem sido detectados pela instituição 

O Ministério da Saúde liberou o laboratório de medicina diagnóstica do Hospital Albert Einstein da obrigatoriedade de realização do exame de contraprova no Adolfo Lutz. Todos os demais laboratórios do mercado são obrigados a fazer um segundo teste nos laboratórios credenciados pelo governo quando o primeiro tem diagnóstico positivo.

Os dois casos de diagnóstico positivo registrados no Brasil foram detectados no laboratório do Einstein. “Parte do material genético é enviado ao Adolfo Lutz para estudos, mas não precisamos mais realizar a contraprova lá”, explicou Sidney Klajner, presidente do Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Veja mais

Autor: Beth Koike
Referência: Valor Econômico