Capitolio


Operação da Polícia Federal investiga diretor que deixou o IRB

13 de março 2020

Empresa informou que a operação realizada pela Polícia Federal em sua sede não está relacionada à companhia

A Polícia Federal deflagrou ontem a Operação Suitcase, que investiga a prática de corrupção ativa e passiva. Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, expedidos pela 11ª Vara Federal de Fortaleza, nos Estados do Ceará e de São Paulo.

Um dos endereços visitados pela PF em São Paulo foi a sede do IRB Brasil Re, na avenida Faria Lima. Outro endereço, também na capital paulista, apurou o Valor, foi a residência de Fernando Passos, que até a semana passada era diretor financeiro do IRB. De acordo com fontes, Passos é o alvo principal dessa operação da PF, e os agentes que chegaram à empresa perguntaram especificamente pela localização da sala ocupada por ele. Em nota, o IRB informou que a operação realizada pela Polícia Federal em sua sede não está relacionada à companhia. Por meio de assessoria de imprensa, Passos negou que tenha sido alvo da operação.

Veja mais

Autor: Ana Paula Ragazzi e André Guilherme Vieira
Referência: Valor Econômico