Capitolio


Após 1ª morte, casos confirmados de novo coronavírus chegam a 291 no Brasil

18 de março 2020

Total de casos em investigação tem aumento e já chega a 8.819

O número de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus subiu de 234 para 291. Os dados são de balanço do Ministério da Saúde divulgado nesta terça-feira (17). Também nesta terça foi anunciada a primeira morte pela doença no Brasil. O paciente, de 62 anos, tinha diabetes e hipertensão.

Ele estava internado na UTI do Hospital Sancta Maggiore Paraíso desde o dia 14 e morreu na segunda-feira (16). Ele não tinha histórico de viagem para o exterior.

A confirmação gerou alerta em autoridades de saúde, que têm apontado uma escalada nos números da doença nos últimos dias.

Também cresceu o número de registros em investigação – passou de 2.064 para 8.819.

Ao todo, 16 estados e Distrito Federal já têm casos confirmados.

A maior parcela está em São Paulo, com 164 registros — além de uma morte, ainda não contabilizada no sistema.

Em seguida, estão Rio de Janeiro (33), Distrito Federal (21), Pernambuco (16), Rio Grande do Sul (10), Santa Catarina (7), Minas Gerais (7), Goiás (6), Paraná (6), Ceará (5), Mato Grosso do Sul (4), Sergipe (4), Bahia (3), Amazonas (1), Rio Grande do Norte (1), Alagoas (1), e Espírito Santo (1).

Segundo o ministério, a maior parte dos casos ainda é importada, ou seja, de pacientes que viajaram a outros países.

Ao menos duas cidades do país, Rio de Janeiro e São Paulo, porém, já apresentam transmissão comunitária ou sustentada, quando há casos de pessoas que não viajaram e não têm vínculo com caso confirmado registrado.

No Rio, há duas mortes suspeitas. Uma é de uma mulher de 63 anos, na cidade de Miguel Pereira. Segundo nota oficial da prefeitura daquela cidade, a mulher teve contato com sua empregadora, que havia chegado da Itália e teve coronavírus detectado em teste. A outra é de um homem de 69 anos que morreu no Hospital Icaraí, em Niterói. Seu enteado, que havia viajado de Nova York, tinha diagnóstico confirmado de Covid-19. Seu quadro teve início em 11 de março.

Segundo o diretor do departamento de doenças transmissíveis, Julio Croda, o ministério investiga se há transmissão sustentada no Distrito Federal e Sergipe.

Nos estados da Bahia, Minas Gerais, Pernambuco, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro e no Distrito Federal, há registro de transmissão local, que é um nível abaixo —quando alguém adquire o vírus sem ter viajado ao exterior, mas com contato com alguém confirmado. Ou seja, é possível fazer vínculo do caso.

Entre os casos confirmados, 28 estão hospitalizados.

Autor: Natália Cancian e Talita Fernandes
Referência: Folha de São Paulo