Capitolio


Aumento do home office ameaça a segurança

30 de março 2020

No dia 6 de março, cinco dias antes de o coronavírus ainda ser reconhecido como uma pandemia pela Organização Mundial da Saúde, a agência americana que cuida da segurança cibernética dos EUA (CISA) distribuiu um comunicado alertando que todos ficassem atentos a possíveis ataques cibernéticos por meio de e-mails com anexos ou links que direcionavam os internautas a sites fraudulentos, que podiam coletar dados sigilosos ou pediam doações para vítimas da covid-19.

Uma semana mais tarde, o hospital universitário da cidade de Brno, na República Tcheca, que faz testes para o novo vírus, sofreria um ataque cibernético que o obrigaria a desligar todos os seus sistemas e transferir pacientes para outras instituições.

Veja mais

Autor: Luciana Del Caro
Referência: Valor Econômico