Capitolio


Com rápida disseminação do vírus, país precisaria do dobro de leitos de UTI

02 de abril 2020

Em 72% das regiões do Sistema Único de Saúde (SUS), o número de leitos de UTI é inferior ao necessário – dez por 100 mil habitantes

Levantamento do Instituto de Estudos para Políticas de Saúde (Ieps) mostra a importância de diminuir a taxa de contaminação das pessoas pelo coronavírus ao longo do tempo para não sobrecarregar o sistema de saúde.

Em 72% das regiões de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS), o número de leitos de UTI é inferior ao mínimo necessário, de dez por 100 mil habitantes, mesmo para um ano típico, sem considerar a covid-19, diz o estudo. Na média, o SUS tem 7,1 leitos por 100 mil habitantes. Num cenário de rápida disseminação da doença seria necessário o dobro de leitos no país. Um padrão similar é observado com relação a ventiladores e respiradores, equipamentos essenciais para atender os casos mais graves.

Veja mais

Autor: Ana Conceição
Referência: Valor Econômico