Capitolio


Fundos imobiliários podem fazer novas captações

09 de abril 2020

Coluna Broadcast

Algumas gestoras de fundos imobiliários começaram a tatear o mercado e podem surpreender com o lançamento de novas ofertas já nas próximas semanas. No momento, a leitura é de que a volatilidade, ainda alta por conta da crise trazida pela covid-19, precisa cair para que as ofertas voltem a ser feitas. Apesar de o preço das cotas dos fundos listados ter caído muito, os últimos dias do pregão, mais calmos, podem começar a abrir uma oportunidade para fundos da área. As novas ofertas são diferentes das últimas, quando o mercado estava muito aquecido. Durante anos, os fundos imobiliários viraram destino das aplicações de milhares de pessoas físicas, que começaram a buscar mais rentabilidade no mercado de capitais, à medida que os juros caíam.

Agora para grandes. Dessa vez, a ideia é fazer ofertas restritas, ou seja: destinadas a grandes investidores. O objetivo é atrair fundos de pensão e outros institucionais, que não conseguiam fazer grandes investimentos quando a procura era muito alta. Para os fundos que tiverem sucesso na empreitada, haverá mais dinheiro no caixa para irem às compras, em um momento de ativos baratos por conta da crise.

Não deu. É um mercado que congelou. Pouco antes da crise, 11 fundos planejavam captar R$ 3,5 bilhões. Desde meados de março, cinco ofertas foram canceladas, duas suspensas e quatro estenderam os prazos, de acordo com levantamento feito pelo site Ticker11, que monitora emissões do setor.

Referência: Estado de São Paulo