Capitolio


Aché e Sírio Libanês iniciam estudos com corticóide

16 de abril 2020

Dexametasona será usado em 300 pacientes em estado mais grave da covid-19

O Hospital Sírio-Libanês em parceria com o Aché Laboratórios iniciarão protocolo de pesquisa para avaliar o impacto do medicamento dexametasona em pacientes graves em ventilação mecânica nas UTIs que tratam da covid-19. O medicamento dexametasona é um corticóide e já demonstraram anteriormente ajudar a reduzir a duração do uso de ventilação mecânica em pacientes com síndrome de desconforto respiratório agudo.

Segundo o diretor médico do Aché, Stevin Zung, esse é o primeiro estudo clínico no mundo que avalia a dexametasona em pacientes na fase mais grave da síndrome da angústia respiratória grave. “Já existem pesquisas com essa medicação para essa síndrome, mas não provocadas por covid-19. A ideia é verificar a ate que ponto o uso dessa medicação pode ajudar a melhorar a síndrome e retirar os pacientes o mais rápido da UTI”, disse.

Veja mais

Autor: Ana Paula Machado
Referência: Valor Econômico