Capitolio


Fundos de ações compram dívida corporativa

22 de abril 2020

Coluna do Broadcast

Depois de o mercado de crédito entrar em modo de pânico nas últimas semanas, em meio à pandemia do novo coronavírus, um movimento inusitado passou a ser observado: fundos de ações e multimercados começaram a atuar na ponta compradora dos títulos de dívida corporativa antecipando-se a uma eventual aquisição de debêntures pelo Banco Central. Os voltados às ações, fundos capitalizados e outros que abriram para captação para aproveitar os preços mais baixos na Bolsa, começaram a buscar pechinchas também no mercado secundário de debêntures, como as gestoras Truxt e Dynamo, que já fez esse movimento no passado. Entre os multimercados, a JGP estaria fazendo o mesmo movimento e estudando comprar debêntures para seu fundo de ações.

Ações, esse tipo de compra chama mais a atenção, dado que não é comum essas carteiras carregarem títulos de dívida corporativa. Além disso, nem todos podem fazer esse tipo de compra, por não terem essa possibilidade estabelecida em seus regulamentos. Os fundos de ações mais tradicionais, que têm fundos de pensão entre seus cotistas, não podem fazer esse movimento.

Referência: Estado de São Paulo