Capitolio


Seguradoras ampliam cuidado com dispositivos

28 de abril 2020

Setor investiu pesado nos últimos dois anos no processo de digitalização de seus canais de vendas e de comunicação com os clientes e corretores 

As seguradoras estão redobrando a adoção de dispositivos de segurança cibernética.

O mercado investiu pesado nos últimos dois anos no processo de digitalização de seus canais de vendas e de comunicação com os clientes e corretores, sendo que hoje quase a totalidade das transações pode ser realizada on-line. Agora o desafio é fazer tudo isso funcionar com eficiência e sem vazamento de informações com seus funcionários trabalhando remotamente.

Para assegurar maior privacidade a clientes, corretores e colaboradores, as seguradoras estão intensificando o uso de ferramentas e dispositivos de monitoramento e segurança nas plataformas de vendas, de serviços e nos computadores dos colaboradores. “Isso para proteger os dados, tanto dos sinistros, quanto os dados pessoais de clientes e de funcionários. É necessário preocupar-se com a governança de dados e com a criptografia”, orienta Leonardo Dias, co-fundador da Semantix, empresa fornecedora de tecnologia e dispositivos para o setor financeiro, que faturou mais de R$ 100 milhões em 2019 e prevê crescer acima de 50% este ano devido a procura aquecida por novas ferramentas de proteção.

Veja mais

Autor: Roseli Loturco
Referência: Valor Econômico