Capitolio


Entidade alerta para o impacto do coronavírus em pacientes com câncer de mama no Brasil

04 de maio 2020

Segundo estudo, maiores reclamações de pacientes desde o início da pandemia são o cancelamento de consultas e de cirurgias

A Femama (Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama) alerta para o impacto do coronavírus em pacientes com câncer de mama no Brasil.

Reclamações

Segundo levantamento realizado pela entidade com 30 ONGs associadas de apoio a pacientes com câncer, de 16 estados do país, as maiores reclamações desde o início da pandemia são o cancelamento de consultas (32,3%), o cancelamento de cirurgias (22,6%) e a falta de agenda disponível para exames de diagnóstico (16,1%).

Caminhos

“Essa falta de atendimento gerará um número de casos em estágios ainda mais avançados depois da pandemia. É urgente que se abram caminhos ‘livres de corona’ para o indivíduo procurar ajuda e informações”, diz a mastologista Maira Caleffi, presidente voluntária da Femama.

Dúvidas

Ainda segundo o estudo, entre as principais dúvidas dos pacientes estão quando a situação retornará à normalidade (74,2%), qual a prioridade do atendimento (12,9%), onde encontrar informações atualizadas sobre o seu tratamento (6,5%) e como conseguir apoio psicológico para lidar com a situação (6,5%).

Autor: Monica Bergamo
Referência: Folha de São Paulo