Capitolio


Petros terá novo plano de equacionamento para déficit de R$ 40 bi

06 de maio 2020

Proposta inclui extensão do prazo de contribuições extraordinárias e mudanças em benefícios

A Petros, fundo de pensão dos funcionários da Petrobras, aprovou um novo plano de equacionamento para sanear um déficit de quase R$ 40 bilhões.

Além de incluir a extensão do prazo do pagamento das contribuições extraordinárias, decidiu-se por mudanças nos benefícios dos participantes – mas buscando um menor impacto para os participantes do plano de benefício definido (BD), que concentra os problemas.

Veja mais

Autor: Juliana Schincariol
Referência: Valor Econômico