Capitolio


Acidentes matam mais que crimes violentos

18 de maio 2020

O Piauí foi o 9º no Brasil e o 3º em todo o Nordeste (atrás do Ceará e Maranhão) no ranking de estados onde acidentes de trânsito matam mais que crimes violentos

Um levantamento divulgado na última sexta-feira (15), realizado pela Seguradora Líder, que administra o Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPvat), mostrou que acidentes de trânsito matam mais que crimes violentos no Piauí.

O estado de pouco mais de três milhões de habitantes foi o 9 o no Brasil e o 3 o em todo o Nordeste (atrás do Ceará e Maranhão) no ranking de estados onde acidentes de trânsito mataram mais que crimes violentos, no ano de 2019.

Um comparativo entre as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT e os dados da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Ministério da Justiça e Segurança Pública apontou 1.121 mortes por acidentes contra 592 óbitos por crimes violentos (homicídios dolosos, latrocínio e lesão corporal seguida de morte).

Do total de indenizações, 865 (67%) resultaram de acidentes envolvendo motocicletas. A faixa etária mais atingida foi a que compreende entre 25 a 34 anos, correspondendo a 25% dos casos (276).

Iran Porto, diretor de Operações e TI da Seguradora Líder, lamenta que, mesmo com as medidas restritivas neste momento de pandemia do coronavírus e com um número inferior de veículos circulando nas ruas, os acidentes continuem crescendo. “Devemos aproveitar a representatividade do mês de maio, por conta do movimento Maio Amarelo, para reforçar a importância do constante investimento em prevenção, educação e medidas cada vez mais rigorosas de fiscalização no trânsito”, explica.

Do total de indenizações do Seguro DPvat, 67% resultaram de acidentes envolvendo motocicletas.

Autor: Pollyana Carvalho e Ananda Soares
Referência: Jornal Meio Norte