Capitolio


Inglaterra – AXA corta dividendos após estimativa de US $ 1,2 bilhão da Covid-19

04 de junho 2020

A seguradora disse que o aumento de sinistros viria principalmente de interrupção de negócios e cancelamento de eventos

A AXA está cortando seu dividendo proposto de 1,43 € por ação para 0,73 € por ação, após comunicações da Autoridade Europeia de Seguros e Pensões Ocupacionais (EIOPA) e da Autoridade de Controle Prudencial e Resolução (ACPR), relacionadas à adoção de uma abordagem prudente distribuição de dividendos durante a pandemia de Covid-19.

O anúncio foi divulgado quando a AXA revelou que previa 1,2 bilhão de euros em custos gerais de sinistros pós-impostos e líquidos de resseguro como resultado da pandemia de coronavírus.

A seguradora espera que os impactos mais relevantes venham de interrupção de negócios e cancelamento de eventos, com um impacto menor de outras linhas, incluindo D&O, responsabilidades e viagens.

A AXA disse que espera que isso seja parcialmente compensado por reivindicações reduzidas em algumas áreas, principalmente do motor.

O presidente da AXA, Denis Duverne, disse que sempre foi o objetivo da AXA agir de forma justa e responsável com todos os seus stakeholders durante a atual crise.

“Desde o início da crise do Covid-19, a prioridade da AXA tem sido agir de forma responsável com todos os seus stakeholders”, disse ele. “A primeira prioridade da AXA tem sido ajudar seus clientes a atravessar esta crise e proteger a segurança de seus funcionários, inclusive garantindo seu pleno emprego durante o período de confinamento. O Grupo também continua a apoiar seus clientes mais impactados, adotando uma série de medidas excepcionais além de suas obrigações contratuais, e a comunidade em geral participando de esforços nacionais de solidariedade, incluindo contribuições para vários fundos públicos. Refletindo a força do balanço do Grupo, a AXA cumpriu esses compromissos sem solicitar nenhuma ajuda do governo.

“A decisão do Conselho de Administração de reduzir o dividendo proposto demonstra o mesmo senso de responsabilidade para com os acionistas institucionais e individuais da AXA, ao mesmo tempo em que adota uma abordagem prudente no ambiente atual.”

O conselho da AXA afirmou que pode considerar propor um pagamento adicional aos acionistas no 4T 2020, de até € 0,70 por ação, como uma distribuição excepcional de reservas, sujeita a condições regulatórias e de mercado favoráveis na época.

A proposta de cortar o dividendo ainda está sujeita à aprovação dos acionistas na Assembleia Geral Anual da AXA em 30 de junho de 2020.

Autor: Matt Scott
Referência: Insurance Times