Capitolio


Fundações perdem US$ 2,5 tri

12 de junho 2020

O Brasil aparece com fundos de pensão com ativos de US$ 218,4 bilhões no fim de 2019, crescimento de 5,9% em relação ao ano anterior

Ativos de fundos de pensão dos 37 países membros da OCDE sofreram baixa de US$ 2,5 trilhões no primeiro trimestre, no rastro de resultados negativos nos mercados financeiros por causa da pandemia de covid-19.

A projeção preliminar da OCDE é a de que os fundos de pensão e todos outros veículos para aposentadoria tinham ativos totais de US$ 32,3 trilhões no fim de 2019, com alta de 13,8% em relação a 2018. Mas calcula que no fim do primeiro trimestre deste ano houve baixa de 8% e o total ficou em US$ 29,8 trilhões.

Veja mais

Autor: Assis Moreira
Referência: Valor Econômico