Capitolio


Debênture terá seguro para variação cambial

15 de junho 2020

O setor de seguros e o governo federal trabalham nos ajustes finais para a criação de uma apólice que tem o objetivo de garantir o pagamento da variação cambial aos investidores estrangeiros de debêntures incentivadas de infraestrutura. O projeto é liderado pela BMG Seguros, que desenhou a nova apólice, mas tem suporte técnico do Ministério da Economia, do Banco Central (BC), da B3 e da Superintendência de Seguros Privados (Susep) para as aprovações necessárias ao lançamento do produto.

A expectativa é de que o assunto ganhe celeridade na esteira do programa Pró-Brasil, que prevê R$ 280 bilhões em investimentos em infraestrutura para o país retomar o caminho do crescimento após a pandemia da covid-19. Desse total, o governo espera atrair R$ 250 bilhões da iniciativa privada. Na nova fase de investimento em infraestrutura, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) não terá mais o papel predominante que tinha no passado, portanto será necessário atrair mais investidores estrangeiros, que têm entre suas principais preocupações a variação cambial.

Veja mais

Autor: Flávia Furlan
Referência: Valor Econômico