Capitolio


Hospital das Clínicas fará pesquisa sobre a saúde mental de seus 20 mil profissionais durante a crise da Covid-19

15 de junho 2020

Se detectada uma situação grave de ansiedade ou depressão, profissional será procurado para receber ajuda 

O departamento de psiquiatria do Hospital das Clínicas (HC) da USP vai realizar uma pesquisa sobre a saúde mental de seus 20 mil profissionais durante a crise da Covid-19.

TODO CUIDADO

A ideia é monitorar a situação de cada um por meio de questionários que detectam sintomas de ansiedade ou depressão. Quando for detectada uma situação mais grave, o profissional será procurado para receber ajuda.

PRESSÃO…

Pesquisas feitas em 34 hospitais de Wuhan, na China, primeiro epicentro da pandemia do novo coronavírus, mostrou que 50% dos profissionais de saúde desenvolviam sintomas de depressão. Outros 40% relatavam ter ansiedade e 34%, insônia.

… MÁXIMA

No total, 71% relatavam ter sofrido algum estresse emocional, com a manifestação de um ou mais sintomas combinados.

PESO

Um outro trabalho, feito no hospital Tongji, também de Wuhan, mostrou que o grupo mais vulnerável a desenvolver problemas psiquiátricos era o das enfermeiras mulheres com mais de dez anos de trabalho na instituição.

PESO 2

“A idade de cada uma delas não era um fator determinante —mas sim o fato de ocuparem uma posição de maior responsabilidade profissional diante da crise”, diz o psiquiatra Euripedes Constantino Miguel, professor titular e chefe do departamento de psiquiatria da USP.

PESO 3

Outros fatores que foram associados a maior estresse foram o fato de ter alguém doente em casa e um histórico prévio de problemas psíquicos e emocionais.

LINHA DE FRENTE

O HC de São Paulo já desenvolve 115 pesquisas nas mais diferentes áreas, segundo o infectologista Esper Kallás, professor titular do departamento de moléstias infecciosas e parasitárias da USP.

LINHA DE FRENTE 2

Só na área de medicamentos e tratamentos para a Covid-19 estão sendo estudadas dezenas de alternativas, como o uso do plasma e de alguns antivirais.

Autor: Monica Bergamo
Referência: Folha de São Paulo