Capitolio


Justiça nega pedido da Previ de hipotecar imóveis da Petrobras

05 de agosto 2020

A Justiça negou um pedido da Previ para hipotecar dois imóveis da Petrobras em Santos (SP) como garantia do cumprimento da sentença arbitral que determina que a estatal pague uma indenização ao fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil.

A Petros, fundo de pensão dos funcionários da Petrobras, faz parte da arbitragem mas não participou dessa ação judicial. No entendimento da Previ, o valor a ser pago às fundações seria de cerca de R$ 3,56 bilhões.

Veja mais

Autor: Juliana Schincariol e Ivan Ryngelblum
Referência: Valor Econômico