Capitolio


Dimensão de devolução ainda é incerta no Rio

10 de agosto 2020

Desde que Furnas decidiu deixar a sede que ocupava há 48 anos, em Botafogo, a Fundação Real Grandeza (fundo de pensão dos funcionários de Furnas), dona do imóvel, busca alternativas para o empreendimento.

A mudança foi aprovada em junho de 2019, e dois dos três blocos ainda estão ocupados. A situação não é única. A devolução de espaços corporativos na capital é anterior ao coronavírus. Mas, com a pandemia e tendência de adoção ampla do “home office” após o fim do isolamento, nova leva de devolução de espaços é esperada.

Mas segundo especialistas ouvidos pelo Valor, ainda é difícil projetar em que dimensão isso ocorrerá.

“Teremos perda. O nível dos aluguéis, especialmente no Rio, foi da euforia à depressão. O Rio saiu do pior, mas estava estagnado. Justo neste momento, o nosso maior inquilino foi embora”, diz o presidente da Real Grandeza, Sérgio Wilson Ferraz Fontes.

Veja mais

Autor: Juliana Schincariol e Marina Falcão
Referência: Valor Econômico