Capitolio


Hospital das Clínicas de SP reserva ambulatório para casos suspeitos de reinfecção por Covid-19

17 de agosto 2020

O HC (Hospital das Clínicas) de São Paulo reservou um ambulatório só para cuidar de casos suspeitos de reinfecção por Covid-19.

Quase Nada

O número de pessoas que até agora procurou a instituição com novos sintomas da doença, já tendo sido infectadas no passado, é muito baixo: quatro pacientes estão em contato com os médicos. O hospital já tratou de mais de 3,6 mil pessoas.

Ficha

A coluna revelou, em julho, que pacientes nessas condições haviam procurado o hospital.

Pode Ser

A infectologista Anna Sara Levin, professora titular e presidente da Comissão de Infecção Hospitalar do HC, segue afirmando que há três hipóteses para serem estudadas. Uma delas é a de que pacientes não desenvolveram imunidade para o novo coronavírus, e voltaram a se infectar.

Pode Ser 2

O número baixo de casos, no entanto, torna a possibilidade menos provável.

De Volta

A outra é a de que o novo coronavírus funcione, em alguns casos, como o vírus da herpes, que permanece no corpo da pessoa e é reativado quando a imunidade cai. Como o novo coronavírus não é um herpesvírus, essa hipótese também é considerada pouco provável.

Outra Coisa

Uma terceira suspeita é a de que os pacientes voltaram a ter uma nova doença, semelhante à Covid-19, mas causada por um outro vírus. Coincidentemente, porém, eles ainda mantêm fragmentos do novo coronavírus em suas vias respiratórias.

Coisa Comum

As pessoas estariam, portanto, imunes ao novo coronavírus, mas o resultado para ele seguiria dando positivo nos exames. Casos assim, com outros vírus, são comuns em pediatria, diz a infectologista

Susto

Os pacientes estão se submetendo a vários exames para que as várias hipóteses sejam testadas. O ambulatório serve, segundo a médica, para também dar tranquilidade aos pacientes, que voltam ao hospital muito assustados.

Autor: Monica Bergamo
Referência: Folha de São Paulo