Capitolio


Consulta on-line é tendência irreversível

27 de agosto 2020

Tecnologia permite difusão da prática, com protocolos e diagnósticos mais precisos

Ano de 1969: distantes mais de 300 mil km de casa, os astronautas americanos que pela primeira vez sondavam a Lua apresentaram sinais alterados de frequência cardíaca, pressão arterial e temperatura corporal. Era imperioso que os cientistas da Nasa encontrassem formas de monitoramento remoto das funções fisiológicas desses viajantes espaciais submetidos à gravidade zero. Assim teve início a telemedicina. Desde então, a prática se difundiu pelo mundo, com novas tecnologias e protocolos que sofisticaram a perícia médica, apoiando melhores diagnósticos.

Veja mais

Autor: Marleine Cohen
Referência: Valor Econômico