Capitolio


Novo seguro cobre processos abertos por consumidores

09 de setembro 2020

MDS e EHTS lançam produto que se propõe tanto a custear indenizações quanto gerenciar processos abertos por consumidores contra empresas

A pandemia tem acelerado a inovação na indústria de seguros para além da digitalização. Após trazer forte impulso na adoção de novas tecnologias, a crise começa a incentivar as companhias a testar novos modelos de negócios, que mudam a própria dinâmica de atuação das empresas.

A filial brasileira do grupo europeu MDS é um desses casos. A companhia, especializada na corretagem de seguros e resseguros empresariais, criou, em parceria com a EHTS Consulting, um produto no qual assume tanto as indenizações, quanto a própria gestão dos processos judiciários gerados por consumidores insatisfeitos em qualquer setor. Batizado de E&O Consumerista, a proposta é assumir integralmente os custos judiciais, pagamentos de indenizações e a gestão das ações judiciais que tenham sido abertas por consumidores.

Segundo o sócio da EHTS, Fábio Floh, o Brasil registra 2,5 milhões de processos por ano abertos por consumidores que custam R$ 10 bilhões a vários setores. “É um dos maiores volumes do mundo, são pessoas que entram com ações contra empresas reclamando, por exemplo, de ‘overbooking’ em voos, corte de internet, problemas com telefonia, de transporte, interrupção de energia, negativação indevida e muitas outras”, explica

Veja mais

Autor: Sérgio Tauhata
Referência: Valor Econômico