Capitolio


Em baixa

22 de setembro 2020

Coluna Broadcast

O consumo de dispositivos médicos caiu 3,5% no primeiro semestre, na comparação com o mesmo período de 2019, segundo a Aliança Brasileira da Indústria Inovadora em Saúde (ABIIS).

Encolheu. Os segmentos com maiores quedas foram próteses e implantes (-24%) e materiais e equipamentos para a saúde (-13%). Ao todo, o setor fechou 5,2 mil postos de trabalho, o equivalente a 3,7% do total de 136,6 mil trabalhadores nas atividades industriais e comerciais.

Motivo. O atendimento da população na pandemia aumentou a demanda por produtos como materiais e equipamentos usados em leitos de alta complexidade e testes à detecção do covid-19. Mas o cancelamento de procedimentos médicos não relacionados à pandemia reduziu as compras externas e a fabricação de produtos dos demais segmentos, segundo o diretor executivo da ABIIS, José Márcio Cerqueira Gomes.

Referência: Estado de São Paulo