Capitolio


Hospitais são alvo de ataques na pandemia

19 de outubro 2020

Desde o início da pandemia, grandes hospitais viraram uma das miras preferenciais dos ataques cibernéticos

Com a mudança rápida de rotinas administrativas, puxadas pelo trabalho remoto, a pressão por internações em série causadas pela covid-19 e a maior demanda pela entrega de exames on-line, os centros médicos ficaram mais vulneráveis ao roubo de dados e à invasão de sistemas de TI (tecnologia da informação).

A partir de março, unidades na República Tcheca, Estados Unidos, Alemanha e Brasil relataram tentativas de invasão que provocaram falhas na transferência de registros clínicos para bancos de dados ou atrasos na marcação de consultas. Em maio, a Microsoft enviou um alerta inédito para hospitais, lembrando aos gestores que hackers estavam planejando novos golpes durante a crise do coronavírus.

Veja mais

Autor: Jacilio Saraiva
Referência: Valor Econômico