Capitolio


Falha na oferta de medicamentos acentua desigualdades

26 de outubro 2020

Avanços importantes conquistados nos últimos tempos não chegam aos pacientes do SUS

O Sistema Único de Saúde (SUS) garante a todos os brasileiros acesso gratuito a tratamentos e medicamentos, mas na prática não é o que acontece, por muitas razões. A principal delas é a falta de recursos para o financiamento do próprio SUS, somada à desatualização das listas oficiais de medicamentos oferecidos, à burocracia excessiva e a uma gestão ineficiente.

A falha no acesso a medicamentos agrava ainda mais a desigualdade entre o tratamento disponível para pacientes do SUS e da medicina suplementar. Na oncologia, o problema é mais evidente. Avanços importantes conquistados nos últimos tempos não chegam aos pacientes do SUS.

Veja mais

Autor: Gleise de Castro
Referência: (Suplemento – Acesso à saúde) – Valor Econômico