Capitolio


Seguro rural para pequeno produtor avança

16 de novembro 2020

Projeto piloto tem boa demanda, sobretudo no Sul, e ferramenta pode se firmar como alternativa ao Proagro

Os 20 hectares de soja e 10 hectares de milho para silagem das vacas leiteiras de Alexandre Signorini em Francisco Beltrão, no Paraná, estão praticamente iguais ao ano passado, à espera apenas de um pouco mais de chuva para vingar.

Mas um detalhe invisível neste momento deixa o agricultor familiar um pouco mais tranquilo para o caso de uma frustração de safra. Pela primeira vez, Signorini, cliente há mais de dez anos do Pronaf, aderiu ao seguro rural para proteger a área cultivada, com cobertura de 70% da produtividade esperada.

Adepto do Proagro Mais (Programa de Garantia da Atividade Agropecuária), item obrigatório para quem acessa o Pronaf, ele soube que podia contratar seguro rural privado com subvenção federal este ano quando foi buscar recursos para o custeio da safra 2020/21. “É melhor que o Proagro, que acabava sendo mais caro e com cobertura menor”, afirmou. Mais barata, a contratação também foi mais rápida e menos burocrática, segundo o agricultor.

Essa mudança foi possível por causa de um projeto piloto que o Ministério da Agricultura implementou para incentivar a contratação de seguro com subvenção também no Pronaf. Foram disponibilizados R$ 50 milhões dos R$ 881 milhões do orçamento do programa do governo para essa finalidade, e desembolsados mais de R$ 32 milhões de julho a outubro para soja, milho verão, uva e maçã.

Veja mais

Autor: Rafael Walendorff
Referência: Valor Econômico