Capitolio


Qualicorp e Júnior chegam a acordo sobre venda de ações e Qsaúde

03 de dezembro 2020

Empresário terá que se desfazer dos seus papéis em dois anos e não poderá comprar novas ações durante uma década

Após sete meses de negociações, que se intensificaram nos últimos 45 dias, a Qualicorp e seu fundador José Seripieri Filho chegaram a um acordo sobre as últimas pendências que havia entre as partes.

O empresário, conhecido como Júnior, deverá vender a fatia de 2,75% que detém na companhia num período de até dois anos. Pelo contrato de não competição firmado anteriormente, Júnior era obrigado a manter essa participação acionária, além de não investir no mesmo segmento da administradora e corretora de planos de saúde até 2024. Em contrapartida, Júnior se comprometeu agora a ampliar o prazo de não concorrência por mais dois anos, ou seja, até 28 de setembro de 2026, e não adquirir papéis da Qualicorp durante uma década.

Considerando, a cotação de ontem, a fatia de 2,75% de Júnior na Qualicorp vale cerca de R$ 265 milhões. As ações da companhia encerraram o pregão com valorização de 1,96%, cotadas a R$ 33,83.

Veja mais

Autor: Beth Koike
Referência: Valor Econômico