Capitolio


UnitedHealth desiste de vender plano da Amil

15 de janeiro 2021

Com cerca de 2,8 milhões de usuários, a Amil encerrou os nove primeiros meses do ano passado com uma receita de R$ 14,7 bilhões

A UnitedHealth Group desistiu de se desfazer da carteira de planos de saúde da Amil. O grupo americano chegou a assinar um cheque de US$ 350 milhões para a Health Invest, empresa especializada em reestruturação de ativos, assumir essa carteira, porém, na última hora recuou com receio de uma possível judicialização que o negócio poderia gerar, segundo o Valor apurou.

A operação envolvia uma carteira com 370 mil usuários de convênio médico individual que residem em São Paulo, Rio Janeiro e Paraná, além da venda de quatro hospitais localizados em São Paulo e Curitiba. Esses hospitais eram os mais utilizados por esses usuários e a ideia era permitir que eles usassem também a rede credenciada da Amil por dez anos, mas ainda assim havia o risco de ações judiciais.

Ainda de acordo com fontes, havia um incômodo por parte da unidade brasileira da UnitedHealth com o fato do grupo americano estar pagando para se desfazer do convênio médico individual da Amil. Grupos concorrentes chegaram a pedir entre R$ 3 bilhões e R$ 5 bilhões para ficar com o ativo que é deficitário.

Veja mais

Autor: Beth Koike
Referência: Valor Econômico