Capitolio


Hapvida e Novartis fecham projeto de inovação em saúde

02 de fevereiro 2021

Iniciativa visa explorar parcerias que gerem inovações e contribuam para a melhora do sistema de saúde no Brasil; Hapvida já mantém investimentos na área

O Sistema Hapvida investe em pesquisa e inovação para que a população seja beneficiada com mais saúde e qualidade de vida. Com esse objetivo, a empresa firmou parceria com a multinacional farmacêutica Novartis para a criação do projeto ”Inovação para a vida”. Desta forma, une forças em prol da inovação para a saúde no Brasil.

O projeto consiste em explorar parcerias em três grandes frentes:

A parceria dá a possibilidade ao Sistema Hapvida de melhorar ainda mais seu serviço e suporte aos mais de 6,7 milhões de clientes em todo o Brasil. Os dados serão anonimizados, em respeito à privacidade e segurança dos pacientes e em total conformidade com a nova lei geral de proteção de dados.

De acordo com o presidente do Sistema Hapvida, Jorge Pinheiro, investir em pesquisa na área da saúde faz parte da missão da empresa. “Nosso interesse é que a medicina evolua em diversas formas de tratamento para fornecer a melhor saúde para a população. Esse acordo é uma continuidade da nossa política de inovação, como o Núcleo Técnico Operacional (NTO), um superlaboratório no estado de Pernambuco”, ressalta.

Para Renato Carvalho, Presidente da Novartis Brasil, a parceria é muito importante para fomentar inovação junto ao sistema de saúde brasileiro. “Projetos de inovação são fundamentais para gerar novas possibilidades para o sistema de saúde e pacientes no Brasil. Temos a visão de melhorar e estender a vida de nossos pacientes, e esse projeto nos ajuda centralmente nesta missão no Brasil. Esperamos em breve poder dividir os resultados desta parceria.”

O Sistema Hapvida já mantém investimentos na área de inovação em saúde. Em novembro de 2020 a empresa inaugurou, em parceria com a Roche (empresa pioneira em produtos farmacêuticos e de diagnóstico), o Núcleo Técnico Operacional (NTO), um mega laboratório em Pernambuco. A unidade tem capacidade para processar com eficiência cerca de 2,6 milhões de análises por mês.

O NTO é o primeiro projeto desta proporção da Roche fora da Europa. Trata-se de uma central inteligente de controle e gestão de produção e qualidade com capacidade para processar com eficiência 95% dos exames realizados mensalmente pela rede. O polo é o primeiro a levar inovação e automação laboratorial integrada deste porte ao Nordeste do país. Isso resulta em mais agilidade, controle e qualidade às análises, processamentos e logísticas de exames laboratoriais de atendimento do Sistema Hapvida.

Referência: Folha de São Paulo