Capitolio


Antônio Britto assume diretoria executiva da Anahp

22 de março 2021

Formado em jornalismo e direito, Antônio Britto chefiou redações em diversos veículos de comunicação do Rio Grande do Sul e na Rede Globo em Brasília, onde trabalhou como repórter e comentarista político. Foi secretário de imprensa da Presidência da República com Tancredo Neves. Como político, exerceu mandatos como deputado federal constituinte, presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados, ministro da Previdência Social e governador do Estado do Rio Grande do Sul. No setor privado, presidiu a Azaléia Calçados, foi diretor institucional da Claro, e diretor-executivo da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma).

“Recebo o convite da Anahp com muita honra e a noção clara do desafio que representa. Ao longo dos últimos meses, o Brasil testemunha, mais que nunca, o papel relevante dos hospitais privados, a contribuição decisiva da pesquisa científica que desenvolvem e a qualidade e o comprometimento dos profissionais que neles trabalham. Nossa forma de honrar o sofrimento e o sacrifício de tantos brasileiros tem que ser a busca incessante de aperfeiçoamentos das políticas de saúde, maior aproveitamento do extraordinário potencial dos nossos hospitais privados e a melhoria na interação com o SUS. Assumir, em um momento assim, a liderança executiva da Anahp, traz uma dupla motivação: trabalhar para que a entidade, que completa 20 anos de fundação, continue a crescer e, especialmente, contribua para o debate e a execução de mudanças positivas no sistema de saúde”, comenta Britto.

Marco Aurélio Ferreira, que recebeu o desafio de intensificar as atividades de advocacy da Associação em Brasília como Diretor de Relações Governamentais, tem grande experiência em relações governamentais e institucionais. Foi chefe de gabinete da senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS) durante oito anos, onde atuou na construção de diversos projetos e leis para o setor de saúde. “Nestes últimos dois anos à frente da Anahp, nosso principal objetivo foi desenvolver uma estratégia de advocacy para a Anahp, colocando a entidade como referência para o Congresso Nacional. Durante a pandemia, apesar das dificuldades que o setor vem enfrentando, a Associação assumiu um papel de liderança importante. Hoje, saltamos de cerca de 300 projetos de lei com impacto para o setor saúde para mais de 1200 em tramitação. A atuação da Anahp nunca se fez tão necessária no cenário político, por isso, a reestruturação da entidade é premente neste momento”, afirma Ferreira.

Fundada em 2001, a Anahp surgiu para defender os interesses e necessidades do setor, bem como expandir as melhorias alcançadas pelas instituições privadas para além das fronteiras da Saúde Suplementar, favorecendo assim todos os brasileiros. Atualmente a entidade ocupa uma função estratégica no cenário político e institucional, principalmente no desdobramento de temas essenciais à sustentabilidade do sistema. Representante de hospitais reconhecidos pela certificação de qualidade e segurança no atendimento hospitalar, além de promover ações que transcendam os interesses das instituições associadas, a Anahp está preparada para fortalecer o relacionamento setorial e contribuir para a reflexão, ampla e irrestrita, sobre o papel da saúde privada no país.

Referência: ANAHP