Capitolio


Mercado de plano de saúde pede mudança de prazo em tratamento eletivo na pandemia

25 de março 2021

Painel S.A

FenaSaúde diz que aumento de procedimentos eletivos toma espaço da Covid

Com a piora da pandemia, a FenaSaúde (Federação Nacional de Saúde Suplementar) pediu para a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) ampliar o prazo dos tratamentos eletivos na rede privada, medida adotada no ano passado.

A entidade apresentou um levantamento com quatro associados, representantes de 24% do mercado de planos de saúde no país, que registrou 71.056 cirurgias eletivas em fevereiro deste ano, ante 76.071 no mesmo mês de 2020, antes de o vírus chegar ao país. A estimativa é que supere 82 mil cirurgias não urgentes em março, acima das quase 68 mil de igual período de 2020.​

A ANS afirma que, na segunda-feira (22), se reuniu com representantes da Câmara de Saúde Suplementar para discutir a priorização dos atendimentos à Covid-19 e está avaliando as contribuições para estabelecer as medidas que serão adotadas.

Em março do ano passado, a agência havia flexibilizado os prazos para o atendimento e adiado os procedimentos eletivos. Foram mantidos tratamentos como pré-natal, acompanhamento oncológico e psiquiatria. Em junho, a agência determinou a volta dos prazos normais.

Autor: Joana Cunha
Referência: Folha de São Paulo