Capitolio


Susep quer novo sandbox e ‘open insurance’ em 2021

29 de março 2021

Autarquia também vai ampliar revisão do marco do setor neste ano Solange Vieira, da Susep: open insurance melhora precificação de riscos

Se no ano passado o setor de seguros foi marcado por uma intensa transformação normativa, 2021 promete ser ainda mais movimentado. Nos planos da Superintendência de Seguros Privados (Susep) para o atual período estão a chegada do “open insurance”, ou seja, um ambiente de compartilhamento de dados entre os integrantes da indústria, a implementação de mais capítulos do novo marco regulatório de seguros e o lançamento do segundo “sandbox” da autarquia, que funciona como um laboratório para testar modelos inovadores de negócios, afirma a superintendente do regulador, Solange Vieira, em entrevista ao Valor.

“Até o fim deste ano, queremos que o open insurance comece a rodar”, diz a chefe da Susep. O ambiente de troca de informações entre os integrantes do setor de seguros, mediante autorização dos usuários, é similar ao “open banking” liderado pelo Banco Central e, segundo Solange, vai manter uma interconectividade com seu irmão do setor bancário.

“Com a implementação do open insurance, vai ficar mais fácil, por exemplo, o segurado trocar uma apólice de custo alto por outra de um segurador que ofereça melhores condições”, explica. “Os concorrentes terão acesso a dados, histórico e informações que vão permitir ajustar o custo das coberturas de maneira mais efetiva, desde que você autorize”, ressalta a superintendente.

Veja mais

Autor: Sérgio Tauhata
Referência: Valor Econômico