Capitolio


ANS apura denúncia à Prevent Senior

15 de abril 2021

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) instaurou processo administrativo para apurar denúncias de que a operadora de planos de saúde Prevent Sênior obrigava médicos a receitar medicamentos de eficácia não comprovada contra a covid-19 e a trabalharem mesmo estando contaminados pelo novo coronavírus.

A agência reguladora vai analisar as reclamações contra a Prevent Senior. “ANS informa que instaurou processo administrativo para obtenção de mais informações sobre o caso e apuração da conduta da referida operadora”, informou a agência.

O Ministério Público de São Paulo abriu inquérito civil, em 24 de março, e o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) também está investigando o caso. “Nenhum médico pode ser obrigado por seu superior hierárquico a prescrever tais medicamentos. As investigações correm sob sigilo”, segundo afirmou o Cremesp.

Veja mais

Autor: Beth Koike
Referência: Valor Econômico