Capitolio


Operadoras esperam desconto em plano de saúde familiar e individual

11 de maio 2021

ANS aguarda manifestação do Ministério da Economia sobre cálculo do reajuste

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) deve soltar em breve o percentual do reajuste máximo autorizado para os planos individuais ou familiares neste ano. Há expectativas no setor de que pode vir até um reajuste negativo. Segundo a agência, o número ainda está sendo calculado e será divulgado após a conclusão dos estudos e a manifestação do Ministério da Economia. O índice considera a variação das despesas assistenciais dos últimos períodos.

Agenda

Segundo a ANS, não há data definida para a divulgação do índice. O percentual será aplicável aos planos com aniversário entre maio deste ano e abril de 2022.

Diagnóstico

O cenário em que o novo percentual chega é de tensão no setor, que tem sofrido pressão de grupos de defesa do consumidor para que os planos de saúde segurem os preços na pandemia. Diferentemente dos individuais, que são obrigados a obedecer o teto da ANS, os coletivos têm o reajuste definido na relação comercial entre contratante e operadora.

Remédio

Em um exemplo do alerta do setor na pressão contra os aumentos, a Qsaúde anunciou nesta semana que não vai dar reajuste anual em 2021 nos planos familiares e individuais e promete usar a tabela de outubro. A iniciativa incomodou a concorrência, mas pode ser que o percentual da ANS venha abaixo disso, pelas estimativas do setor.

Autor: Joana Cunha
Referência: Folha de São Paulo