Capitolio


Serviços para as bikes também têm crescimento

24 de maio 2021

A grande procura pelas bicicletas também alavancou o mercado de produtos e serviços relacionados, como artigos de vestuário, acessórios, oficinas mecânicas, instrutores e serviços financeiros. Só em seguros, a estimativa é que tenham sido movimentados cerca de R$ 45 milhões em prêmios em 2020, com 60 mil contratos fechados, calcula Rodrigo Del Claro, sócio e CEO da plataforma Clube Santuu, de serviços financeiros para ciclistas.

Del Claro diz ter montado a plataforma em 2018, mas o grande salto nas vendas de seguros ocorreu no ano passado. “Em julho bati o meu recorde de vendas, em agosto dobrei julho e em setembro dobrei agosto”, conta. No momento, ele não consegue ampliar os negócios porque não há novas bicicletas nas ruas. Atualmente, a plataforma tem 5 mil segurados e mais de 20 mil associados.

Essa também é a constatação de Daniel Camargo, coordenador de bikes da Argo Seguros, uma das pioneiras em bikes. De 2019 para 2020, a seguradora ampliou entre 30% e 35% as vendas e fechou o ano passado com uma carteira entre 70 mil e 80 mil bicicletas seguradas.

Além dos seguros, Del Claro enxerga potencial para outros produtos. Ele conta que vai lançar um consórcio para bikes em parceria com uma grande empresa do setor. Ainda neste trimestre vai oferecer um financiamento, junto com um grande banco, para a compra de bikes.

Também o movimento das oficinas mecânicas sentiu os efeitos positivos do boom das vendas. “A escassez de novas bicicletas fez aumentar a demanda por manutenção”, afirma Marcello Toshio, diretor de produto da Decathlon.

Referência: Estado de São Paulo