Capitolio


‘Empresas zumbis’ são risco pós-pandemia, avalia Swiss Re

09 de junho 2021

O relatório destaca também que um fator-chave de risco para a frequência de pandemias é o desmatamento

As “empresas zumbis”, aquelas com rendimento insuficiente para cobrir suas dívidas, estão entre os riscos emergentes que poderão pesar nas economias no pós-covid-19, segundo relatório da resseguradora Swiss Re. O grupo suíço constata que, na esteira da crise sanitária global, programas de apoio governamental para evitar falências têm mantido vivas empresas zumbis inviáveis, levando ao aumento de riscos de crédito e do mercado financeiro.

Em seu relatório “New Emerging Risk Insights”, a Swiss Re observa que nos EUA as falências de empresas caíram 5% em relação a 2020, uma inversão da tendência de aumento das taxas de 2017 a 2019. Os programas de estímulo do governo ajudaram muitas empresas viáveis a se manterem à tona, mas ao mesmo tempo também apoiaram empresas não viáveis.

Para o grupo suíço, as chamadas empresas zumbis são um fardo potencial para o setor financeiro, especialmente por aumentar as taxas de inadimplência. A resseguradora nota que as baixas taxas de juros estão incentivando as empresas a aceitar crédito bancário, criando um risco de inadimplência em larga escala quando o apoio governamental secar e essas empresas se tornarem insolventes.

Veja mais

Autor: Assis Moreira
Referência: Valor Econômico