Capitolio


Brasilprev capta R$ 550 milhões com debênture subordinada

24 de junho 2021

A Brasilprev foi a primeira seguradora a emitir debêntures subordinadas no Brasil.Com a operação, a empresa levantou R$ 550 milhões, em um tipo de oferta que passou a ser permitida a partir de outubro do ano passado, com a edição da resolução 391, do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP).

Essa norma aproximou o mercado securitário do mercado de capitais, ao flexibilizar as regras de financiamento para seguradoras e resseguradoras, e permitir o financiamento com recursos de terceiros. A Brasilprev vai utilizar o dinheiro conforme o necessário para cobertura do capital mínimo requerido. Segundo o diretor de planejamento e controle da Brasilprev, Nelson Katz, a demanda superou a oferta.

“O impacto não é tão significativo porque somos uma empresa lucrativa e grande. Há demanda do mercado pelo produto”, disse. A emissão tem juros de 100% do CDI mais 2%. A resolução coloca um limitador de 15% do capital requerido, valor que foi atingido pela Brasilprev com a emissão.

A oferta terá vencimento em cinco anos, conforme o prazo mínimo estabelecido pela regulação. Até lá, pelas regras, não é possível realizar novas emissões. As debêntures da Brasilprev foram emitidas via oferta 476, ou seja, com esforços restritos.

Veja mais

Autor: Juliana Schincariol
Referência: Valor Econômico