Capitolio


Seguradora desburocratiza contratos e indenizações

29 de junho 2021

Aplicativos reforçam o gerenciamento de risco e simplificam processos

A pandemia trouxe novidades para o seguro de transportes. Uma tendência que há tempos não se via no segmento foi a queda do volume de pagamentos de indenizações sobre as vendas, pela primeira vez em anos, para um indicador abaixo de 50% em 2020. Outra mudança relevante foi a simplificação na contratação e no pedido de indenizações. As seguradoras reduziram burocracias tanto para a contratação como para o processo de pagamento de indenizações, que passou a ser digital.

Os avanços não foram suficientes para conter a queda nas vendas, de R$ 3,8 bilhões em 2019 para R$ 3,6 bilhões em 2020. As transportadoras são responsáveis por cerca de 45% da compra de seguro transporte, os embarcadores nacionais por 35% e os internacionais por 20%. Adailton Dias, diretor executivo de produtos corporativos e resseguro da Sompo Seguros, líder nesse segmento, cita, porém, uma melhora nas vendas este ano, com alta de 19,8% entre janeiro e abril frente ao mesmo período do ano passado. Há também uma retomada dos valores pagos em indenizações.

Veja mais

Autor: Denise Bueno
Referência: Valor Econômico