Capitolio


Chapchap, ex-Sírio, assessora Dasa em área que fatura R$ 1 bi neste ano

05 de julho 2021

Médico cirurgião atuará na estratégia do negócio de hospitais e oncologia

O médico Paulo Chapchap, que há dois meses anunciou sua saída da presidência do Hospital Sírio-Libanês, já tem casa nova. O cirurgião será conselheiro estratégico da divisão de negócios de hospitais e oncologia da Dasa – braço da companhia que mais do que dobrou de tamanho nos últimos sete meses e deve fechar o ano com receita de R$ 1 bilhão.

“Assim que foi divulgada minha saída do Sírio no fim de abril, o Romeu Domingues, presidente do conselho da Dasa, me ligou. Logo depois, a Dulce Pugliese, maior acionista, ligou dizendo que eu tinha muitos amigos na Dasa. E, por fim, fui jantar com o Pedro Bueno, presidente. Eles me cercaram de todos os lados”, brinca Chapchap, que cumpriu a transição no Sírio-Libanês e assumiu o novo posto na última quinta-feira – quando a Dasa também anunciou a aquisição da rede de clínicas oncológicas AMO, da Bahia, por R$ 750 milhões.

Chapchap já era próximo da Dasa. O instituto de oncologia do Hospital Santa Paula, que pertence ao grupo, é administrado pelo Sírio desde 2012.

Veja mais

Autor: Beth Koike
Referência: Valor Econômico