Capitolio


Pandemia derruba resultado do setor de seguros no 2º tri

23 de agosto 2021

Desempenho operacional de companhias listadas é o menor desde o terceiro trimestre de 2016

O segundo trimestre vai entrar para a história recente dos seguros como um dos momentos mais desafiadores dessa indústria. Os meses de abril a junho deste ano marcaram o pior resultado operacional do setor em um período trimestral desde o terceiro trimestre de 2016. Esse é o quadro desenhado quando se comparam os números consolidados das companhias listadas na bolsa – BB Seguridade, Caixa Seguridade, Porto Seguro e SulAmérica – mais o ressegurador IRB e a Bradesco Seguros.

O resultado operacional desse grupo atingiu pouco menos de R$ 2,1 bilhões no segundo trimestre, uma cifra 46,5% abaixo dos três primeiros meses do ano. O valor, nominalmente, só fica um pouco acima do terceiro trimestre de 2016, quando o país atravessava a maior crise da era pós-plano Real. Mesmo assim, o R$ 1,9 bilhão obtido por esse conjunto de empresas há cinco anos, se fosse corrigido pela inflação do período, subiria para R$ 2,3 bilhões, ou seja, estaria acima do volume registrado entre abril e junho deste ano.

Veja mais

Autor: Sérgio Tauhata
Referência: Valor Econômico