Capitolio


Acionistas tentam proteger Alliar de novas investidas

23 de agosto 2021

Em apenas uma semana, a Alliar virou uma novela com novos capítulos a cada dia. No mais recente episódio, que veio a público na sexta-feira, os médicos fundadores da rede de medicina diagnóstica se juntaram a outros 48 acionistas e firmaram às pressas um bloco de controle com 50,2% do capital da companhia.

O acordo, válido por seis meses, foi fechado poucas horas após o empresário Nelson Tanure confirmar que havia comprado fatia de 21,14% que pertencia à gestora de private equity Pátria. Somada às ações que comprou no mercado, ele ficou com 26% – é o maior acionista individual da Alliar.

Tanure não faz parte do novo acordo de acionistas, que teve dois efeitos: barrou a investida do empresário de crescer demais na companhia e atrapalhou o plano da Rede D’Or de fazer uma oferta pública de aquisição (OPA) para comprar até a totalidade das ações da rede de laboratórios disponíveis no mercado.

Veja mais

Autor: Beth Koike
Referência: Valor Econômico