Capitolio


Agricultura insiste em reforço de verba para o seguro rural

16 de setembro 2021

Pasta também renova esforços para buscar autonomia na gestão das políticas públicas agrícolas

A tentativa de remanejar R$ 376 milhões do seu orçamento para suplementar o caixa já esvaziado do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR) este ano passou a ser uma motivação extra para o Ministério da Agricultura buscar mais “autonomia” na gestão dos recursos para políticas públicas agrícolas. A Pasta quer ter o controle sobre os valores destinados à equalização dos juros do Plano Safra e continua a defender que os gastos com o seguro, já sob sua batuta, passem a ser despesa obrigatória.

O desejo é que a verba para a gestão de riscos climáticos das lavouras e para os subsídios ao crédito rural componham uma “conta única” gerida inteiramente pela Pasta. O ministério já trabalha em uma proposta inicial nesse sentido, mas sabe que deve enfrentar resistências. Hoje, o dinheiro para a equalização está sob a responsabilidade da equipe econômica.

Veja mais

Autor: Rafael Walendorff
Referência: Valor Econômico