Capitolio


ANS e Procon-SP investigam a Prevent Sênior

20 de setembro 2021

A operadora de planos de saúde, que tem cerca de 500 mil usuários e atende principalmente o público idoso, é acusada de uma série de denúncias relacionadas a tratamento da covid-19

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e o ProconSP abriram novas investigações para averiguar denúncias contra a Prevent Sênior.

A operadora de planos de saúde, que tem cerca de 500 mil usuários e atende principalmente o público idoso, é acusada de uma série de denúncias como ocultação de informações sobre a morte de pacientes tratados com o chamado kit covid, mudança da CID (Classificação Internacional de Doenças) e não informar aos pacientes sobre o uso de hidroxicloroquina, cuja eficácia não é comprovada cientificamente para pacientes com covid-19.

Na sexta-feira, representantes da ANS estiveram na sede da Prevent Senior, em São Paulo, para coletar documentos relacionados às denúncias. “Foram solicitados esclarecimentos a respeito das denúncias sobre cerceamento ao exercício da atividade médica aos prestadores vinculados à rede própria da operadora e sobre a assinatura de termo de consentimento pelos beneficiários atendidos na rede própria para a prescrição do chamado kit covid”, informou a ANS.

Veja mais

Autor: Beth Koike
Referência: Valor Econômico