Capitolio


Sindicato dos médicos faz nova acusação contra Prevent Senior

21 de setembro 2021

Médicos estariam sendo obrigados a assinar um documento afirmando que, caso tenham receitado o kit covid aos pacientes, o fizeram por livre e espontânea vontade

O Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp) informou em carta aberta que os médicos da Prevent Senior estão sendo obrigados a assinar um documento afirmando que, caso tenham receitado medicamentos do chamado kit covid aos pacientes, a medida foi tomada por sua livre e espontânea vontade.

Segundo o sindicato, isso configura por parte da Prevent Senior uma “tentativa de eximir a instituição de sua responsabilidade – uma flagrante ação de fraude.”

Em sua carta, o Simesp está orientando os médicos a não assinarem nenhum documento sem antes procurar uma assessoria jurídica. “Se assinada, tal “declaração individual” poderá ser usada contra o profissional em um eventual processo ético e criminal”, observa o sindicato. Além disso, o Simesp criou um link em sua página para denúncias anônimas sobre o caso.

A Prevent Senior é alvo de várias denúncias na CPI da Covid, entre elas, de obrigar médicos a tratar os pacientes com o chamado kit covid, retirando a autonomia dos profissionais; ocultar mortes de pacientes que participaram de um estudo sobre a eficácia da cloroquina, mudança de CID (Classificação Internacional de Doenças), entre outras.

Veja mais

Autor: Beth Koike
Referência: Valor Econômico